A GALIZA COMO TAREFA – Gente de Ourense- Ernesto V. Sousa

A Viagem dos Argonautas

Há uns anos, convidado pelo bom do José Barbosa e o Artur Alonso Novelhe, fui em Ourense participar numas jornadas de história, onde eu falava da invasão e guerra com o francês na Galiza a princípios do século XIX.

Aquelas jornadas foram duplamente interessantes; primeiro pelas palestras, segundo pela conversa e a tertúlia compartilhada. Das comunicações emergia e ainda destaca uma ideia de conjunto e de continuísmo da Galiza, surpreendente e fresca, com a centralidade dada ao Território e à sua organização da antiguidade à modernidade, tanto mais que os estudos, as épocas, as disciplinas e as escolas não eram apenas diferentes, quanto os trabalhos absolutamente independentes. Sairiam aí contributos instigadores, como o do Camilo Nogueira, e inúmeros dados e perspectivas nos do André Pena Granha, Marcial Tenreiro e Anselmo Lopez Carreira.

Do convívio e da conversa, dos vinhos e os cafés guardo excelentes lembranças, especialmente…

View original post 266 more words

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: