O MUNDIAL NÃO SOMOS NÓS. COMENTÁRIO – por Manuel Simões

A Viagem dos Argonautas

Imagem3Como se o futebol não usufruisse já de enorme popularidade, o Mundial veio exacerbar a paixão que reúne multidões desde os estádios às praças públicas, a ponto de desencadear “psicodramas nacionais” quando uma selecção sai vencida. E à medida que se desenvolvem as tecnologias, maior é a insistência com que o cidadão é martelado com imagens, comentadores de lugares-comuns, porque os “media” também já fazem parte deste alto negócio que é o futebol, amplificando fortemente as incidências dos jogos, e alienando a consciência colectiva a um evento que perdeu qualquer ligação com o desporto. No caso português, é inaceitável que a RTP tenha dedicado dez horas de transmissão (só no canal generalista) em cada um dos três dias de jogos da selecção, sem olhar a despesas com os ditos especialistas do comentário, quando a administração pretende rescindir contratos ou despedir funcionários. E tal como já aconteceu no “Euro 2004”, foi…

View original post 559 more words

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: