CANTIGA DA GARVAIA – DE AMOR OU DE ESCÁRNIO?

A Viagem dos Argonautas

Imagem1

            No mundo nom me sei parelha

mentre me for como me vai:

ca já morro por vós e, ai!

mia senhor, branca e vermelha

queredes que vos retraia?

quando vos eu vi em saia, 

mao dia me levantei,

que vos entom nom vi fea,

            E, mia senhor, dês aquela,

me foi a mi mui mal, ai!

e vos filha de dom Pai

Moniz, e bem vos semelha

d’aver eu por vós garvaia!

pois eu, mia senhor, d’alfaia

nunca de vós ouve, nem ei,

valia d~ua correia

Esta cantiga da fase inicial da poesia galego-portuguesa, durante muito tempo, foi tida como uma canção de amor. Interpretações mais recentes classificaram-na entre as cantigas de escárnio. A autoria chegou a ser atribuída a Pai Soares de Taveirós. Fernando Peixoto da Fonseca, em Cantigas de Escárnio e Maldizer dos Trovadores Galego-Portugueses

View original post 38 more words

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: